Agroflorestando a Amazônia

Organização proponente: Instituto Ouro Verde

O que é

Segundo o relatório Perfil da Pecuária no Brasil, o estado do Mato Grosso se destaca em primeiro lugar em relação a áreas de pastagem e a número do rebanho de bovinos. Em um território caracterizado pelo modelo agrícola de larga escala, o Instituto Ouro Verde (IOV) empreendeu a iniciativa Agroflorestando a Amazônia, a fim de fortalecer a agricultura familiar na região e promover uma transformação na forma de produzir alimentos.

A partir de um trabalho conduzido com ampla participação e engajamento das comunidades locais, a iniciativa contribuiu para o fortalecimento da produção e comercialização agroecológica e local, além do acesso a políticas públicas, como é o caso dos programas de compras públicas.

Destaques

Como uma estratégia para reverter os impactos ambientais na região da fronteira agrícola amazônica, o Instituto Ouro Verde incentivou o plantio de mais de 2700 hectares de sistemas agroflorestais em 8 municípios do Norte do Mato Grosso. Para o escoamento da produção, os esforços passaram pelo apoio a feiras agroecológicas, construção de sistema para venda online, venda de cestas e acesso a políticas de compras públicas.

Outros dois destaques que tornam a iniciativa inovadora no Brasil são: a criação do Banco Comunitário Raiz, que deu suporte para investimentos individualizados ou coletivos – até 2019 foram 102 projetos de crédito apoiados, no valor total de 212 mil reais, beneficiando 114 famílias; e a construção de mecanismos locais de gestão coletiva, com o intuito de ampliar a capacidade de articulação, colaboração e gestão das comunidades – foram estruturados 8 conselhos consultivos locais, ativos há 10 anos.

Contato: Alexandre Olival – alexandre@ouroverde.org.br e Andrezza Spexoto – andrezza@ouroverde.org.br